Apesar do grande potencial, o setor eólico  do Paraná não recebia investimentos desde o ano 2000.

Três futuras usinas em Palmas / PR,  pertencentes à Copel, receberão uma quantia de R$ 800 milhões até 2015. O projeto faz parte de um consórcio privado, e espera apenas a liberação do Instituto Ambiental do Paraná (IAP).

Depois de prontas, as usinas serão capazes de abastecer tranquilamente uma cidade de 300 mil habitantes. O que já é um começo se tratando de um estado que apesar do potencial para fontes de energias alternativas continua a explorar os recursos naturais.

energia eólicaAtualmente o Brasil possui a capacidade de produzir apenas 5 mil megawatts com o sistema eólico, o que significa uma participação de 4,2% de toda energia elétrica consumida no país.

O melhor período para se explorar essa fonte de energia alternativa é entre os meses de junho e dezembro, pois neste intervalo os ventos são mais fortes e a chuva menos intensa.

 



  1. Nenhum comentario no momento, Comentar?